(17) 3211-2900
uniradio@terra.com.br

O câncer não pode esperar: Urrmev intensifica cuidados com a segurança dos pacientes

A Urrmev está intensificou os cuidados com a prevenção ao coronavírus, oferecendo total segurança aos pacientes que estão em tratamento oncológico radioterápico, e não podem adiar o tratamento.

Por isso, a instituição segue trabalhando para garantir que seus pacientes tenham atendimento que agregue tecnologia de ponta com segurança total.

Durante a pandemia do coronavírus (Covid-19), a Urrmev intensificou ainda mais os cuidados, seguindo as orientações da Sociedade Brasileira de Radioterapia (SBRT), para a proteção dos pacientes e também dos seus acompanhantes.

Tratamento do câncer durante pandemia

Não interrompa seu tratamento. O câncer não espera e o objetivo da Urrmev é salvar vidas.

“Devido à pandemia do Covid-19, devemos informar aos pacientes em radioterapia que eles não podem interromper seu tratamento”, ressalta a radioncologista Dra. Ana Maria Garcia Cardoso.

Os pacientes que mais precisam de proteção durante o tratamento oncológico são os imunossuprimidos (com o sistema imune comprometido), ou seja, os portadores de neoplasias hematológicas, como leucemias, linfomas e mieloma múltiplo.

Também requerem atenção especial os pacientes que realizaram transplante de medula óssea.

Pacientes que fazem tratamento combinado de quimioterapia e radioterapia fazem parte dos que precisam de maior cuidado, e o tratamento durante a pandemia não deve ser interrompido.

Pacientes em tratamento com radioterapia

É importantíssimo o paciente Não interromper seu tratamento oncológico.

Evite contato com pessoas que tenham sintomas gripais como tosse seca, falta de ar, febre ou coriza, especialmente com aqueles com suspeita de infecção pelo Covid-19.

*Comunique imediatamente ao seu médico assistente caso apresente sintomas gripais.

“É importante ressaltar que, devido ao momento atual, muitas pessoas têm adiado procurar auxílio médico diante de sintomas gerais. Infelizmente, as outras doenças não deixaram de acontecer e adiar um diagnóstico de câncer não é o indicado. O tratamento não pode ser retardado, pois isso coloca em risco a vida das pessoas. Quanto antes se faz um diagnóstico e se inicia um tratamento, maiores são as chances de cura. Diante de qualquer sintoma, procure auxílio médico. E para quem faz exames preventivos por motivos diversos, fale com o seu médico sobre a possibilidade, ou não, de adiá-los”, aconselha a radioncologista Dra. Ana Maria Garcia Cardoso.

 

 

Comments are closed.