fbpx
(17) 3211-2900
uniradio@terra.com.br

Alimentação saudável e prática regular de atividade física protegem contra o câncer

De acordo com o Inca – Instituto Nacional do Câncer, manter uma alimentação adequada pode evitar até 35% das mortes por câncer.

“Podemos dizer que alimentação adequada é aquela baseada em frutas, legumes, verduras e cereais integrais. Devemos sempre dar prioridade ao que é natural. Os chamados alimentos ultraprocessados, enlatados, ricos em conservantes, devem ser evitados, assim como excesso de açúcar e gordura”, aconselha a radio-oncologista da Urrmev, Dra.Ana Maria Garcia Cardoso.

A recomendação para uma boa alimentação é consumir no mínimo cinco porções, ou seja, 400 gramas por dia de vegetais, sendo duas porções de frutas e três de legumes sem amido, como a cenoura, couve-flor, berinjela, tomate e verduras.

Para se ter uma ideia bem simples, cada porção seria a quantidade que cabe na palma da mão. (80g)

Também é aconselhável montar um prato bem colorido nas refeições, com alimentos vermelhos, verdes, amarelos, brancos, roxos, laranjas.

“É importante ressaltar que, quando a alimentação não é saudável pode levar à obesidade. Outro fator de risco para variados tipos de cânceres, como esôfago, estômago, pâncreas, vesícula biliar, fígado, intestinos, rins, mama e próstata. O excesso de gordura corporal provoca um processo inflamatório que aumenta a produção de hormônios, e isso pode causar danos às células, provocando o acelerando e o surgimento da doença”, explica Dra Ana.

Mexa-se

A prática regular de atividade física traz inúmeros benefícios, confira alguns:

  • Diminui o risco de vários tipos de câncer.
  • Auxilia do controle peso corporal.
  • Promove equilíbrio dos níveis de hormônios.
  • Reduz a resistência à insulina.
  • Reduz os níveis de estrogênio circulante.
  • Reduz o tempo do trânsito intestinal, diminuindo assim o tempo das substâncias dos alimentos em contato com os tecidos internos.
  • Fortalece as defesas do organismo.
  • Reduz o estresse oxidativo e a produção de radicais livres, diminuindo assim o risco de câncer.

Vitamina D

Use o sol a seu favor. Ele é fonte de vitamina D e atua junto com cálcio e o fósforo em benefício da mineralização dos ossos, combatendo a morte celular.

Os baixos níveis de vitamina D também estão associados à osteoporose, raquitismo, esclerose múltipla e doenças cardiovasculares.

Usado com moderação, o sol é eficiente para produzir endorfina, que promove a sensação de bem-estar; transforma a melatonina (hormônio produzido durante o sono); e ajuda a liberar serotonina, o hormônio do bom humor.

O sol regular também ativa o sistema imune, dificultando a formação e prevenindo as doenças de pele relacionadas à imunidade.

Para podermos sintetizar a a vitamina D através da exposição solar, é indicado o sol das 12h às 14 h, sem o protetor solar por 15 a 20 minutos, sendo que após os 15 minutos é aconselhável passar o filtro solar.

Lembre-se que a exposição solar deve ser moderada e no início ou final do dia, para não ser atingido pelos raios ultravioletas e seus efeitos nocivos. Além disso, o uso do filtro solar deve ser diário, mesmo para quem não se expõe diretamente ao sol.

 

Comments are closed.